terça-feira, 31 de maio de 2011

UFC 130 - Bolsas


A 130º edição do UFC aconteceu no último sábado, dia 28, e ficou devendo em emoção nas suas lutas principais. Quinton Rampage Jackson fez um combate morno contra Matt Hamill, assim como Frank Mir x Roy Nelson.

Veja as bolsas em dólares (US) dos lutadores que entraram no octógono pelo UFC 130:

Quinton Rampage Jackson - $ 250.000 (sem o bônus por vitória) x Matt Hamill - $ 32.000;
Frank Mir - $ 250.000 (incluído bônus de $ 125.000 por vitória) x Roy Nelson - $ 15.000;
Travis Browne - $ 16.000 (incluído bônus de $ 8.000 por vitória) x Stefan Struve - $ 21.000;
Rick Story - $ 34.000 (incluído bônus de $ 17.000 por vitória) x Thiago Alves - $ 33.000;
Brian Stann - $ 46.000 (incluindo bônus de $ 23.000 por vitória) x Jorge Santiago - $ 36.000;
Demetrious Jonhson - $ 12.000 (incluindo bônus de $ 6.000 por vitória) x Miguel Torres - $ 30.000;
Tim Boetsch - $ 36.000 (incluindo bônus de $ 16.000 por vitória) x Kendall Grove - $ 28.000;
Gleison Tibau - $ 50.000 (incluindo bônus de $ 25.000 por vitória) x Rafaello Oliveira - $ 10.000;
Michael McDonald - $ 12.000 (incluindo bônus de $ 6.000 por vitória) x Chris Cariaso - $ 4.000; e
Renan Barão - $ 10.000 (incluindo bônus de $ 5.000 por vitória) x Cole Escovedo - $ 6.000.

Lembrando que nestes valores não estão incluídos os bônus de US$ 70.000 dos destaques da noite, que foram:

Luta da Noite - Brian Stann x Jorge Santiago
Finalização da Noite - Gleison Tibau
Nocaute da Noite - Travis Browne


Mais informações em nosso Twitter, twitter.com/Legiao_MMA.

Paixões Mundiais


O futebol é o esporte mais praticado no mundo e seu torneio internacional é o maior evento do planeta. Com seu crescimento imparável, o UFC representa o MMA mundialmente e almeja, um dia, a popularidade do futebol. E essas duas paixões mundiais podem se encontrar, pelo menos no formato de competição.

Que o UFC é muito bem administrado pela Zuffa na gestão de Dana White todo mundo já sabe. O ontem falído  evento de Vale-Tudo hoje se tornou na referência bilionária do MMA. Inúmeras ações livraram o UFC da falência, a criação de regras e categorias, a mudança de nome no esporte, a regularização do MMA nos estados americanos por suas Comissões Atléticas, as vendas de Pay-Per-View, são exemplos de ações que ajudaram os irmãos Fertitta e Dana White a transformarem o evento comprado em 2001 por US$ 2 milhões num evento que tem o valor estimado em mais de US$ 1 bilhão em 2011. Mas a principal ação que reformulou seu público e fez o MMA cair no gosto do povo, principalmente nos EUA, foi o reality show The Ultimate Fighter, ou simplesmente TUF.

E é aí que se juntam duas paixões mundiais, o futebol e o MMA. Tudo isso porque Dana White afirmou logo após o UFC 130 que seu sonho dentro do esporte é a realização de um TUF Internacional, uma verdadeira "Copa do Mundo do MMA".

A disputa seria realizada no formato de GP mas com toda a preparação que o TUF envolve de seus participantes. Ainda não se sabe se os participantes teriam lutadores consagrados como seus técnicos ou seriam treinados por seus atuais técnicos.  Muita coisa ainda tem que acontecer para que Dana White realize seu sonho, mas que ele será realizado em breve ninguém mais duvida. Dana garantiu que este sonho vem deste a primeira edição do TUF mas aflorou após a Copa do Mundo no ano passado, que Dana acompanhou diretamente da África do Sul.

E as novidades não param por aí. O presidente do UFC anunciou ainda que a "Copa do Mundo do MMA" poderá ser transmitida por um canal web, já que é improvável que a Spike TV siga a edição internacional do programa. O sonho de Dana já teria país sede para sua realização, seria as Filipinas, que receberia uma edição do UFC mas a crise financeira atrapalhou os planos do evento. Chuck Liddell realizou um treino aberto no país e foi recebido por cerca de 4.000 fãs. Brandon Vera, que é filho de Filipino, também treinou e levou cerca de 10.000 fãs à sua apresentação. O Canadá corre por fora para mudar o pensamento de Dana White sobre a sede de seu sonho. O Canadá é um mercado real para o UFC, haja vista o sucesso das últimas edições realizadas em solo canadense que levou cerca de 55 mil fãs ao Rogers Center no UFC 129 marcando o maior público da história do UFC.

Infelizmente, o Brasil ainda é um mercado em que o UFC não aposta muito. Porém, o sucesso do UFC Rio fará os irmãos Fertitta e Dana White olharem com mais carinho para este celeiro de campeões, e também, celeiro de fãs do MMA.


Mais informações em nosso Twitter, twitter.com/Legiao_MMA.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

TUF 13 Finale


A grande final do TUF 13 será neste sábado e o UFC preparou mais um bom evento para acompanhar a coroação do grande vencedor do reality show.

O UFC guarda a sete chaves os nomes dos dois finalistas do programa, mas este segredo virá a tona nesta quarta-feira quando será exibido o último episódio do TUF 13 com suas semifinais. Ramsey Nijem é o único representante do Team dos Santos nas semifinais, enquanto Chris Cope, Chuck O'Neil e Tony Fergunson lutam para deixar o título com o Team Lesnar. Os Meio-Médios lutarão por um contrato com o UFC no valor de seis dígitos.

Veja os cruzamentos das finais do TUF 13:


Para acompanhar a final do reality show, o UFC casou boas lutas para o card do TUF 13 Finale. O combate principal do evento será a disputa pelos Leves Clay Guida x Anthony Pettis. Pettis já fora anunciado como o primeiro desafiante ao cinturão da categoria e aguarda a disputa entre Frank Edgar x Gray Maynard, mas uma derrota para Guida pode mudar os planos e "O Carpinteiro" pode pintar como novo desafiante dos Leves. Treinado por Greg Jackson, Guida é mais experiente e vem de três vitórias no seguidas no UFC. Pettis foi o último campeão dos Leves do extinto WEC, fato que o credenciou como primeiro desafiante ao cinturão dos Leves do UFC após a fusão entre os eventos. Com apenas 24 anos, Pettis é casca grossa e protagonizou um dos lances mais espetaculares de toda a história do MMA quando acertou um super chute em Ben Handerson em dezembro do ano passado. Relembre a criação de Pettis:

video


Outro destaque do TUF 13 Finale é o duelo entre os Meio-Pesados Kyle Kingsbury x Fabio Maldonado. A curiosidade deste combate é que o americano foi treinado por Rogério Minotauro no TUF 8 e o brasileiro é atleta da Team Nogueira. Este combate promete ser um show de trocação, já que é o ponto forte de ambos os lutadores. Kingsbury vem de três vitórias seguidas no UFC e Maldonado vem de uma excelente estréia no evento com vitória por nocaute em James McSweeney no UFC 120.

Confira o card completo do TUF 13 Finale:

Card Principal

Clay Guida x Anthony Pettis
Finalista 1 x Finalista 2
Kyle Kingsbury x Fabio Maldonado
Ed Herman x Tim Credeur

Card Preliminar

Jeremy Stephens x Danny Downes
Josh Grispi x Roop George
Scott Jorgensen x Ken Stone
Rúben Duran x Rivera Francisco

domingo, 29 de maio de 2011

DREAM Fight for Japan


O evento japonês DREAM realizou hoje a sua primeira edição do ano. Após as tragédias sofridas pelo Japão no dia 11 de março deste ano, a organização do DREAM decidiu que esta edição seria destinada a recuperação do país. O evento contou com o GP dos Plumas só com presença de japoneses. Pelas lutas casadas, o faixa preta em BJJ Shinya Aoki fez a luta principal contra o ex UFC Rich Clementi pelos Leves e venceu com mais uma finalização para seu cartel, a 18º no MMA. No GP dos Plumas, Hideo Tokoro fará a final contra Masakazu Imanari na próxima edição do DREAM, no dia 16 de julho. Nesta mesma edição, Gegard Mousasi colocará seu cinturão dos Meio-Pesados contra o campeão mundial de judô e medalhista olímpico Hiroshi Izumi.

Confira os resultados do DREAM Fight for Japan:

GP dos Plumas - Quartas de Final

Kenji Osawa venceu Takafumi Otsuka por decisão dividida;
Masakazu Imanari venceu Keisuke Fujiwara por decisão unânime;
Hideo Tokoro venceu Yoshiro Maeda por desistência do córner; e
Atshusi Yamamoto venceu Yasaku Nakamura por nocaute técnico.

GP dos Plumas - Semifinais

Masakazu Imanari venceu Kenji Osawa por finalização (chave de calcanhar); e
Hideo Tokoro venceu Atshusi Yamamoto por decisão dividida.

Lutas Casadas

Joachim Hansen venceu Mitsuhiro Ishida por decisão dividida;
Takeshi Inoue venceu Koichiro Matsumoto por nocaute técnico;
Caol Uno venceu Akiyo Nishiura por decisão unânime;
Katsunori Kikuno venceu Deisuke Nakamura por decisão unânime; e
Shinya Aoki venceu Rich Clementi por finalização (estrangulamento).

A Grande Chance


Seis dos melhor lutadores Meio-Pesados do UFC estão na espera por uma chance contra Jon Jones. Após o UFC 130, esta competição ficou restrita a apenas dois lutadores.

A vitória por decisão unânime sobre Matt Hamill credenciou Quinton Rampage Jackson ao posto de 1º desafiante ao cinturão da categoria contra Jon Jones. O campeão dos Meio-Pesados já afirmara em outra oportunidade que gostaria e deveria enfrentar Rampage. Porém, um outro desejo de Jones pode se tornar realidade e um possível combate contra Lyoto Machida pode acontecer. Tudo isso porque Rampage sofreu uma fratura na mão no final do ano passado que ainda não foi totalmente curada necessitando de uma possível cirurgia, fato que credenciaria o brasileiro na disputa porque o UFC não pretende esperar por ninguém para uma disputa contra Jones, realizando a vontade do atual campeão que dissera ter vontade de lutar contra o brasileiro. Dana White garantiu que procura por um lutador que esteja pronto para enfrentar Jones, sem luta marcada ou lesão, o que dá a entender que a chance sobrará para Lyoto Machida, caso Rampage passe por cirurgia.

E o Rashad Evans? Este se indispôs com Dana White no momento em que o presidente do UFC o anunciou no combate contra Phil Davis. O ex campeão dos Meio-Pesados gostaria de lutar apenas pelo cinturão e parece ter perdido a chance enfrentar Jones.

Jon Jones se recupera de uma fratura no polegar e voltará aos treinos em duas semana. Seu retorno é esperado para o final de setembro ou início de outubro, mas esperamos nos próximos dias saber quem será o seu adversário.

UFC 130 - Análise


O card principal do UFC 130 sentiu a falta de Edgar x Maynard. A disputa do cinturão dos Leves seria o Main Event da edição mas teve que ser adiado por lesões em ambos os lutadores. Com isso, Quinton Rampage Jackson x Matt Hamill foi deslocado para o posto de luta principal da noite e não agradou tanto. Os 12.816 presentes ao MGM Arena, e que movimentaram cifras em torno de US$ 2,57 milhões entre ingressos e outros serviços, ficaram decepcionados com as duas lutas mornas principais do evento. Acompanhe a análise da Legião sobre todas as lutas do UFC 130:

Renan Barão x Cole Escovedo

A estréia do talentoso brasileiro Renan Barão foi como manda a cartilha de boas estréias. O aluno de André Pederneiras mostrou muita desenvoltura, domínio do octógono e um jogo sem brechas para seu adversário, o perigoso Cole Escovedo. O ex WEC Renan Barão é uma grande aposta brasileira para o cinturão dos Plumas que pertence a Dominick Cruz. O brasileiro chegou a sua 16º vitória seguida e figura entre os Tops da categoria.

Renan dominou todo o combate e apresentou seu jogo de quedas ao americano que não conseguia defender-se do mesmo. No chão, o brasileiro trabalhava bem seu ground and pound e seguia pontuado no combate. No último round, apresentou uma boa trocação e arriscou boas entradas com seu jeb-direto e bons chutes rodados. No final a vitória por decisão unânime para o brasileiro o credenciou a entrar na corrida pelo cinturão da categoria.

Michael McDonald x Chris Cariaso

O combate dos americanos, válido também pelo Peso Pluma, tinha como protagonista Michael McDonald. O jovem e talentoso lutador de apenas 20 anos é mais uma grande promessa do MMA para a categoria. 

O combate foi bem movimentado. McDonald começou encontrando a distância exata para Cariaso e conseguiu conectar bons golpes com sua melhor envergadura. Pontuando e dominando o centro do octógono, McDonald levava o combate como queria. Os rounds passaram e Cariaso conseguiu encurtar mais a distância e assim conectou bons golpes na jovem promessa, em especial bons chutes. Mas já era tarde para uma reação de Cariaso e o final dos 3 round chegou e McDonald conseguiu uma vitória justa por decisão dividida. 

Gleison Tibau x Rafaello Oliveira

O 3º combate da noite marcou um encontro em verde e amarelo. O Trator Rafaello Oliveira reestreava no UFC e encarou o jogo eficiente de Tibau que mostrou uma incrível postura profissional ao aceitar entrar no card do evento com apenas duas semanas de antecedência e baixou seu peso em 18 kg para o combate. Os lutadores brasileiros substituíram os lesionados Cody Mckenzie e Bart Palaszewski.

No combate Tibau mostrou enorme superioridade, controlou bem as quedas e levou a melhor também na trocação, surpreendentemente. No 2º round, após bela combinação de esquerda que balançou Rafaello, Tibau aproveitou para mochilar seu compatriota e ajustar um letal mata leão. A Rafaello só restou os 3 tapas para entregar a vitória a Tibau que segue vivo nos Leves e embolsou o bônus de US$ 70 mil pela finalização da noite.

Kendall Grove x Tim Boetsch

Os americanos duelaram pelos Médios e fizeram mais um combate do card preliminar do UFC 130. Ambos vinham de derrota e precisavam da vitória. 

Mas o combate foi unilateral e o lado que se deu melhor foi o de Boetsch. Com um show de quedas, o americano trabalhou muito bem seu ground and pound pelos 3 rounds e só aguardou a fácil vitória por decisão unânime. A irregularidade pode custar caro ao campeão da 3º edição do TUF e Grove pode ter feito sua última apresentação pelo UFC.

Miguel Torres x Demetrious Johnson

Outro aguardado combate pelos Plumas do UFC. Assim como Renan Barão, o ex campeão da categoria no WEC Miguel Torres e o perigoso Demetrious Jonhson duelaram de olho no cinturão de Dominick Cruz. A categoria dos Plumas está povoada de bons lutadores. 

No combate, Miguel Torres mostrou um verdadeiro arsenal de tentativas de finalização e raspagens, provando que seu BJJ está em dia e que é muito bem treinado por Carlson Gracie Jr. Porém, Torres sempre esteve de costas no chão e Johnson conseguia boas quedas. No 3º round, Torres conseguiu outra bela raspagem e ficou montado, mas Johnson se defendeu bem e conseguiu uma boa vitória por decisão unânime. Ambos os lutadores tem um grande futuro no UFC e prometem embolar a categoria em breve.

Brian Stann x Jorge Santiago

O 1º combate válido pelo card principal do evento trouxe o 2º desafio entre Brasil x EUA. Stann x Santiago fizeram o melhor combate da noite e foram premiados com o bônus de US$ 70 mil. 

No combate o que se viu um passeio americano no octógono. Temos que destacar a evolução no jogo de Brian Stann, que vem se apresentando muito bem no UFC. Santiago pareceu sentir a pressão da torcida que empurrava Stann aos gritos de USA e não conseguiu em nenhum momento encaixar seu jogo. Stann começou chutando muito bem e, com um belo cruzado de esquerda, levou Santiago ao chão do octógono. No 2º round, o americano veio decidido a nocautear o brasileiro e o fez com um potente cruzado de direita. O belo nocaute credencia Stann na corrida por uma possível chance ao cinturão dos Médios.

Thiago Pitbull Alves x Rick Story

Novo Brasil x EUA dentro do octógono mas este válido pelos Meio-Médios. Pitbull e Story trocaram muitas farpas ao longo da semana e quando entraram no octógono fizeram um combate abaixo do esperado.

O duelo foi equilibrado e só foi abaixo do esperado porque esperávamos um grande combate. Story começou a luta com seu jogo agarrado, não dando chances para Pitbull soltar a sua superior trocação. No 2º round, o brasileiro melhorou e conseguiu uma excelente queda mas sem muita contundência em seu jogo pelo chão, o combate logo voltou pra cima e o americano seguiu amarrando a luta. No 3º round, Pitbull conseguiu conectar bons golpes, cresceu no combate e soltou sua tão esperada trocação mas já era tarde. Rick Story venceu por decisão dividida e segue sua crescente no evento, enquanto a Thiago Pitbull só resta esperar um próximo combate e tentar a volta por cima. 

Stefan Struve x Travis Browne

Peso Pesado no octógono é certeza de contundência em seus golpes e combates rápidos. 

Foi assim que o grande striker e invicto na carreira Travis Browne conseguiu um lindo nocaute sobre Struve ainda no 1º round com um superman de direita incrível. O nocaute rendeu-lhe o bônus de nocaute da noite e o americano embolsou mais US$ 70 mil.

Frank Mir x Roy Nelson

O Co-Main Event do UFC 130 colocou frente a frente o ex campeão dos Pesados e o vencedor do TUF 10. Frank Mir x Roy Nelson foi marcado pela grande amizade que tem e pela falta de gás.

O ex campeão dos Pesados Frank Mir, menos pior no gás, dominou o combate e fez o que quis com o gordinho Roy Nelson. Fugindo das mãos pesadas de Nelson, Mir apostou nas joelhadas e em suas quedas para superar o campeão do TUF 10. Já no 2º round o gás de Nelson o deixou e Mir passeou alternando quedas e joelhadas. Frank Mir, longe da forma em que estava quando finalizou Brock Lesnar e nocauteou Rodrigo Minotauro conquistando o título interino da categoria, venceu por decisão unânime e segue como Top dos Pesados.

Quinton Rampage Jackson x Matt Hamill

O prometido interessante duelo entre o striker Rampage e o wrester Hamill não se concretizou e boa parte do combate teve como vaias sua trilha sonora. Rampage determinado a buscar novamente o cinturão dos Meio-Pesados e Hamill disposto a provar o seu valor dentro do UFC deixaram a desejar dentro do octógono. 

No combate o que se viu foi um preguiçoso Rampage, fugindo muito da característica que lhe consagrou com uma lenda do MMA, e um preso e previsível Hamill, que não conseguiu soltar o seu jogo de quedas mostrando-as com enorme antecedência à Rampage. Dentro de sua preguiça, Rampage conseguiu conectar bons golpes. O ex campeão da categoria encurtava a distância, soltava seus potentes cruzados e diretos e saia do raio de ação de Hamill, que não encontrou em nenhum momento a distância exata para colocar Rampage pro chão. Pelo chão seria a única saída para uma possível vitória do grande Hamill, que não pode ser um excelente lutador mas é um vencedor por sua história de vida. A Rampage, restou a vaiada vitória por decisão unâime que o credencia com um dos favoritos a desafiar o campeão dos Meio-Pesados Jon Jones. 


Mais informações em nosso Twitter, http://twitter.com/#!/legiao_mma.

sábado, 28 de maio de 2011

TUF 14 - Team Bisping x Team Miller


Dana White confirmou na noite de ontem os treinadores da próxima edição do reality show The Ultimate Fighter. O inglês Michael Bisping e o americano Jason "Mayhem" Miller serão os treinadores da 14º edição do programa e, como de costume, se enfrentarão ao final do TUF 14.

Os falastrões terão a missão de fazer voltar subir a audiência do TUF, já que no TUF 13 Team Lesnar x Team dos Santos e que ainda está no ar, os números de audiência não fizeram Dana White sorrir. O TUF 13 está em seus momentos decisivos e, na próxima quarta feira, descobriremos os finalistas do programa que se enfrentarão dia 4 de junho pelo tão sonhado título da competição e pelo contrato de 6 dígitos com o UFC. O desejo inicial de Dana White era de que Michael Bisping fosse treinador do TUF 14 tendo como adversário o polêmico Chael Sonnen, mas a suspensão por tempo indeterminado do americano afastou esta idéia. O presidente do UFC foi então buscar em Jason Miller, que é tão polêmico quanto ou até mais que Sonnen, um adversário a altura para o fanfarrão Bisping. O segredo do sucesso na audiência do TUF é sempre ter competidores de bom nível com treinadores que saibam vender seus combates. Prova disso é que a 10º edição do programa vencida por Roy Nelson foi a de maior audiência até hoje e tinha como treinadores Quinton Rampage Jackson e Rashad Evans.

Esta será a 3º participação de Bisping em edições do programa e a 2º como treinador. Bisping surgiu no cenário mundial do MMA como participante do TUF 3 e fora treinado por Tito Ortiz. Nesta edição, Bisping venceu 3 combates até sagrar-se campeão dos Meio-Pesados do programa. O TUF 9 foi marcado pela disputa entre EUA e Inglaterra. O duelo das nações teve Michael Bisping a frente do time inglês e Dan Henderson a frente do time americano. No programa Bisping levou a melhor formando os dois campeões da edição, mas no combate entre os treinadores Bisping foi atropelado por Dan Henderson no UFC 100 com um dos mais belos nocautes da história do UFC. O inglês vem de vitória por nocaute sobre Jorge Rivera no UFC 127 e, só pra variar, Bisping arrumou confusão ao cuspir no córner do americano no término do combate.

Jason Miller não fica pra trás quando o assunto é confusão. O americano faixa preta em BJJ é mestre nesta "arte". Em abril do ano passado, no Strikeforce, proporcionou ao vivo a pior delas quando se meteu na entrevista de Jake Shields que acabara de derrotar Dan Henderson pedindo por uma revanche contra o próprio Shields que o vencera na disputa pelo cinturão dos Meio-Médios. A confusão foi armada e Shields partiu pra cima de Miller ali mesmo. Miller, conhecido como "Mayhem" (Mutilador em português), lutou apenas uma vez pelo UFC quando foi superado por George St Pierre no UFC 52 por decisão unânime e estava escalado no card preliminar do UFC 132 contra Aaron Simpson, que agora aguarda por novo adversário.

As gravações do TUF 14 já começam no mês que vem e o reality show deve ser exibido em setembro nos EUA.

Veja a confusão que Miller criou no Strikeforce com Jake Shields.

video


Mais informações em nosso Twitter, http://twitter.com/#!/legiao_mma.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

UFC 130 - Análise e Palpites


Os grandes eventos de luta sempre ajudaram Las Vegas a encher seus casinos, e neste sábado não será diferente. O UFC 130 acontece no MGM Arena e promete sacudir a cidade.

Pelo mundo, milhões de fãs do MMA acompanharão a 130º edição do maior evento de lutas do planeta. No MGM Arena, 12 mil espectadores lotarão as dependências do palco das lutas e assistirão a bons combates tanto no card principal quanto no card preliminar. Sem a disputa pelo cinturão dos Leves entre Frank Edgar x Gray Maynard, adiado por lesão de ambos os lutadores, o Main Event passou a ser o interessante duelo entre Quinton Rampage Jackson x Matt Hamill pelos Meio-Pesados e o Co-Main Event caiu de paraquedas para o duelo dos amigos Frank Mir x Roy Nelson pelos Pesados.

Acompanhe abaixo o card completo do UFC 130, a análise dos combates e o palpite da Legião:

Renan Barão x Cole Escovedo

O combate válido pelo Peso Pluma é uma excelente chance para o brasileiro Renan Barão provar ao mundo porque é tido como um dos principais talentos brasileiros no MMA. O brasileiro de 24 anos, assim como Escovedo, faz seu primeiro combate pelo UFC. Barão vem do extinto WEC, onde vinha se destacando com duas vitórias e por seu jogo sólido, e o americano já teve passagens por WEC, Strikeforce, DREAM e estava no Showdown Fights, onde venceu seu último desafio antes de migrar para o UFC.

O combate deve acontecer a maior parte do tempo no chão, já que o jiu-jitsu é o forte de ambos os lutadores. E por lá o brasileiro deve levar a melhor e surpreender o americano com seu jogo de chão justo e eficiente.

Palpite: Renan Barão vence por finalização.

Michael McDonald x Chris Cariaso

Duelo de americanos no card preliminar do UFC 130 e mais um pelos Plumas. McDonald vem de excelente vitória sobre Edwin Figueroa por decisão unânime na "luta da noite" do UFC Fight Night 24 e Cariaso, que já foi finalizado por Renan Barão no WEC 53, vem de vitória em sua estréia no UFC sobre Will Campuzano no UFC Fight For The Troops 2 em janeiro deste ano.

Dois lutadores que gostam da trocação e que prometem fazer um combate bem movimentado na parte de cima. No chão, McDonald leva vantagem e é pra lá que ele deve levar Cariaso.

Palpite: Michael McDonald vence por decisão.

Gleison Tibau x Rafaello Oliveira

Combate em verde e amarelo pelos Leves. Gleison Tibau, que sempre teve seu eficiente jogo agarrado contestado pelo público do MMA e que precisou perder 18 kg em duas semanas para bater seus 70 kg, é o favorito para o combate. Tibau substitui o lesionado Cody McKenzie no card preliminar do evento e vem de vitória sobre Kurt Pellegrino no UFC 128 por decisão dividida. O "Trator" Rafaello Oliveira  fará sua reestréia no UFC e substitui o também lesionado Bart Palaszewski no combate.

Os dois cascas grossas devem tentar derrubar o adversário e ficar por cima no jogo de chão. São dois faixas preta e por lá tudo pode acontecer. Quem arriscar mais na luta em pé e numa possível trocação pode levar a melhor no duelo e isso deve partir de Rafaello que é melhor na trocação.

Palpite: Rafaello Oliveira vence por decisão.

Kendall Grove x Tim Boetsch

Pelos Médios, mais um combate entre americanos. Kendall Grove, vencedor da 3º edição do TUF e que vem de derrota para Demian Maia por decisão unânime no TUF 12 Finale, luta para subir na categoria contra o experiente Tim Boetsch, que foi finalizado por Phil Davis no UFC 123 e também vem de derrota para o combate.

Grove é melhor na trocação e não pode ficar por baixo no jogo de chão, por cima leva vantagem com seu bom BJJ. Boetsch é um bom wrestler e trabalha muito bem seu jogo de ground and pound. Quem desempenhar melhor as suas qualidades no combate deverá sair como vencedor.

Palpite: Kendall Grove vence por finalização.

Miguel Torres x Demetrious Johnson

Grande duelo pelos Plumas. Duelo de lutadores que figuram entre os Top 10 da categoria. O ex campeão dos Plumas no WEC Miguel Torres enfrenta o talentoso Demetrious Johnson de olho no cinturão da categoria, que pertence a Dominick Cruz. Com 23 finalizações no cartel e 39 vitórias, Torres é aluno de Carlson Gracie Jr e apresenta um dos jogos de chão da categoria. Estreou no UFC com vitória sobre Antonio Banuelos por decisão unânime no UFC 126. Johnson de apenas 24 anos é um grande talento do MMA e vem de 3 vitórias seguidas na carreira, a última sobre Norifumi Yamamoto no UFC 126, marcou sua estréia no evento.

Combate muito equilibrado, mas a experiência de Torres pode fazer a diferença no chão.

Palpite: Miguel Torres vence por decisão.

Briann Stan x Jorge Santiago

O duelo pelos Médios marca o encontro de dois cascas grossa. O ex Capitão da Marinha Americana e herói dos EUA Briann Stan terá todo o apoio do MGM Arena e vem de excelente vitória por nocaute sobre Chris Leben no UFC 125. Anteriormente escalado para enfrentar Wanderlei Silva, o americano treinado por Greg Jackson tem as mãos pesadas, derruba muito bem e trabalha seu ground and pound com eficiência. O combate marcará o retorno do brasileiro Jorge Santiago ao UFC após 5 anos. Durante este período, o faixa preta em BJJ passou pelo Strikeforce e estava no Sengoku, onde lutou pela última vez em agosto de 2010 defendendo seu cinturão de campeão do evento. Este período foi bom para o brasileiro amadurecer mais o seu jogo, se tornando hoje um adversário perigoso na categoria.

Bom combate para testar o jogo de ambos os lutadores e tem tudo para ser um dos melhores da noite. Acredito numa trocação inicial e depois é chão por parte dos dois lutadores.

Palpite: Brian Stann vence por decisão.

Thiago Pitbull Alves x Rick Story

Mais um combate que promete ser muito bom. A encarada do combate válido pelos Meio-Médios foi uma prévia do que pode acontecer dentro do octógono. Após assombrar o mundo do MMA tratorizando a lenda Matt Hughes e vencendo por decisão unânime Josh Koscheck, o brasileiro teve sua chance pelo cinturão da categoria contra o campeão George St Pierre no UFC 100 e não aproveitou da melhor maneira sendo facilmente derrotado pelo canadense. Após esta derrota, Pitbull foi novamente derrotado, desta vez por Jon Fitch no UFC 117. Mas a recuperação do brasileiro veio no UFC 124 quando derrotou John Howard por decisão unânime. Rick Story vem de 5 vitórias seguidas e cheio de moral para o combate.

Dentro do octógono a faixa preta de BJJ e o melhor Muay Thai do brasileiro farão a diferença.

Palpite: Thiago Pitbull Alves vence por nocaute.

Stefan Struve x Travis Browne

O duelo entre os Pesados será também um duelo acima dos 2 metros de altura. Struve com 2,11cm e Browne com 2,01cm são os gigantes do UFC, em altura. O holandês Struve é o penetra da edição dominada por Brasil e EUA, e teve o "prazer" de estrear no evento contra Junior Cigano no UFC 95, quando sentiu o peso das mãos do brasileiro e foi nocauteado em menos de 1 minuto. Stuve tem um bom boxe e vem de duas vitórias seguidas no UFC por nocaute. Já Browne está invicto no MMA com 10 vitórias e 1 empate, este contra Cheick Kongo no UFC 120 em sua última apresentação no evento.

Combate difícil de chegar até o final dos 3 rouds. Browne é mais completo que o holandês, tem melhor jogo de chão e é um striker nato.

Palpite: Travis Browne vence por nocaute.

Frank Mir x Roy Nelson

Outro combate pela categoria dos Pesados e outro combate que não deve chegar ao final dos 3 rounds. O ex campeão interino Frank Mir vem de um combate fraco e pouco empolgante contra Mirko Cro Cop no UFC 119 onde fizeram o Main Event, porém Mir nocauteou a lenda Cro Cop com uma bela joelhada no finalzinho do combate. Nelson foi o vencedor da 10º edição do TUF, nocauteando Brendan Schaub na final do reality show do UFC, e chama a atenção pelo seu corpo nada atlético. Dono de uma vasta barriga, Nelson compensa a falta de um melhor preparo físico com uma potente direita que já fez estragos em Schaub, Struve e até mesmo em Cigano, na vitória do brasileiro sobre ele no UFC 117. Neste último combate, que também foi sua última apresentação, Nelson mostrou ser queixo duro, pois apanhou por 3 rounds e não foi nocauteado, perdendo por decisão unânime para o brasileiro.

O combate entre os dois amigos deve ter de tudo, trocação franca, quedas e jogo de chão. Ambos são bons na trocação e faixas preta em BJJ, porém Frank Mir é mais técnico tanto de pé como no chão, sem esquecer do melhor gás e ele deve ser decisivo para Mir no combate.

Palpite: Frank Mir vence por decisão.

Quinton Rampage jackson x Matt Hamill

O Co-Main Event que virou Main Event do UFC 130, após as lesões de Edgar e Maynard, coloca frente a frente um striker e um wrestler pelos Meio-Pesados. O ex campeão do UFC Quinton Jackson é uma lenda do esporte. Seus duelos memoráveis contra Wanderlei Silva no PRIDE e no UFC estão presentes na memória de qualquer amante do MMA. Rampage sempre enfrentou grandes adversários em toda a sua carreira como, Wanderlei Silva por 3 vezes, Sakuraba, Kevin Randleman, Murilo Bustamante, Chuck Liddell por duas vezes, Ricardo Arona, Murilo Ninja, Maurício Shogun, Dan Henderson, Forrest Griffin, Rashad Evans e Lyoto Machida. O duelo válido pelo UFC 123 contra Lyoto Machida, foi também sua última apresentação no UFC, quando venceu o brasileiro numa contestada e duvidosa decisão dividida. Matt Hamill também tem vitórias de expressão em seu menor cartel, como as que conquistou sobre Tito Ortiz e Jon Jones. Neste último combate, Hamill vinha sendo atropelado por Jones, mas a inexperiência do atual campeão dos Meio-Pesados fez com que ele disparasse uma cotovelada irregular em Hamill, fazendo de do adversário de Rampage o único homem a bater Jones na carreira. Hamill é um exímio wrestler e referência de superação no esporte. Hamill é surdo e foi o 1º e único campeão com esta deficiência da NCAA, tradicional competição de wrestling dos EUA.

Os lutadores entrarão no octógono para explorarem o que tem de melhor em seus jogos. Rampage buscando sempre a trocação e Hamill a luta no chão, onde Rampage é menos perigoso. Dentro de suas qualidades, os lutadores poderão fazer a diferença no combate e nessa o eficiente jogo de Hamill deve prevalecer.

Palpite: Matt Hamill vence por decisão.


O Canal Combate transmite ao vivo o card principal e os duelos entre Miguel Torres x Demetrious Jonhson e Kendall Grove x Tim Boetsch pelo card preliminar do UFC 130 a partir das 21h. Os outros combates do card preliminar serão transmitidos pela página oficial do UFC no Facebook. A Legião MMA acompanhará, em tempo real, todos os combates do UFC pelo Twitter da Legião, http://twitter.com/#!/legiao_mma.


video

quinta-feira, 26 de maio de 2011

TUF 13 - 9º Episódio


O episódio desta semana do The Ultimate Fighter 13 definiu os semifinalistas da competição. Ramsey Nijem e Chris Cope, já classificados, assistiam de camarote seus concorrentes ao contrato de 6 dígitos com o maior evento de lutas do mundo, o UFC.

Zack Davis x Chuck O'Neil

Um bom combate marcou o início da noite no TUF 13. Com um boxe muito afiado e se defendendo bem das tentativas de quedas de Davis, Chuck O'Neil (Team Lesnar) venceu por decisão unânime no final dos 2 rounds do combate. O lutador do time verde de Brock Lesnar dominou todo o combate e amassou a lataria de Davis que foi confortado por seu treinador Junior Cigano dos Santos ao fim do combate. O'Neil vingou sua derrota para Davis no início do programa e entrou para o wild card após vencer Javier Torres na repescagem. Assim, O'Neil garantiu-se numa das semifinais do TUF 13.

Ryan McGillivray x Tony Fergunson

O combate entre os dois bons lutadores decidiu-se em menos de 1 minuto. Com um belo uppercut, Fergunson (Team Lesnar) atordoou McGillivray e partiu para o nocaute martelando seu adversário no chão até a interrupção do juíz. Com a vitória de Fergunson, a Team Lesnar garantiu vaga na grande final do TUF 13. 




Mais informações em nosso Twitter, @Legiao_MMA.

Strikeforce


Últimas notícias do Strikeforce


Além de Fabrício Werdum, que disputará uma vaga nas semifinais do GP dos Pesados do evento do dia 18 de junho contra o campeão da categoria Alistair Overeem, o Strikeforce confirmou a presença de mais dois brasileiros no evento e de uma brasileira. Estes no card preliminar do evento. Confira:

Amanda Nunes x Julie Kedzie

Uma das maiores revelações do MMA feminino dos últimos tempos, a brasileira Amanda Nunes encara a veterana Julie Kedzie para uma possível chance de disputa de cinturão da categoria dominada pela também brasileira Cris Cyborg. Amanda, de apenas 22 anos, vem de 6 vitórias seguidas e sua adversária, treinada por Greg Jackson, tentará a 5º vitória seguida.

Gesias "JZ" Cavalcante x Justin Wilcox

O casca grossa carioca volta ao octógono do Strikeforce para enfrentar o perigoso americano Juntin Wilcox pelos Leves. O "JZ" tentará se reabilitar no evento, pois vem de derrota para Josh Thomson em sua estréia no Strikeforce em outubro do ano passado, enquanto Wilcox busca sua 6º vitória seguida no evento.

Magno Almeida x Cornor Heun

O brasileiro faixa preta em BJJ Magno Almeida, estréia no Strikeforce contra o também faixa preta em BJJ Cornor Heun. Heum vem de duas derrotas no evento enquanto o brasileiro vem de 5 vitórias seguidas por finalização. 

Ainda no card preliminar do evento, os americanos KJ Noons x Jorge Masvidal lutam pelo "Title Shot". O vencedor do combate enfrentará o campeão da categoria Leves do Strikeforce, Gilbert Melendez. 


A 16º edição do Challenger Series do Strikeforce tem como Main Event Caros Fodor x James Terry pelos Leves e rola no dia 24 de junho em Washington, EUA. Dois brasileiros que se conhecem muito bem participarão do evento, os irmãos Danillo e Yuri Villefort. Danilo "Índio" lutará pelo card principal, já seu irmão mais novo lutará no card preliminar do evento.

Danilo "Índio" Villefort x Antwain Britt

O brasileiro ex UFC estreará no Strikeforce contra o americano Antwain Britt. Britt vem de duas derrotas seguidas, uma delas para o brasileiro Rafael Feijão, enquanto "Índio" vem de 4 vitórias.

Yuri Villefort x Travis Bush

Ambos fazem sua estréia no evento e o brasileiro pretende continuar invicto em sua carreira. Yuri é considerado uma das melhores revelações do MMA nacional dos últimos tempos.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Mais Brasil no UFC Rio


O jovem brasileiro Erick Silva vive o que milhares de lutadores sonham, estrear no UFC justamente no UFC Rio. O faixa preta em BJJ e muay thai fará seu primeiro combate no maior evento de lutas do mundo contra o americano Mike Swick pelos Meio-Médios.

Erick Silva, também conhecido por "Índio", é campeão do Jungle Fight em sua categoria e é mais um lutador revelado pelo evento de Wallid Ismail a chegar no UFC. José Aldo, Lyoto Machida e Fabrício Werdum são exemplos de talentos revelados pelo Jungle Fight. Tendo 12 vitória, 1 sem resultado e 1 derrota em seu cartel, o "Índio" lutou pela última vez em outubro de 2010 quando venceu Gil Freitas e Francisco Ayon por finalização, guilhotina e katagatame), e conquistou o 1º cinturão dos Meio-Médios do Jungle Fight. Erick Silva é mais um grande talento do MMA nacional.

Seu adversário no UFC Rio é mais experiente e também perigoso. Mike Swick já lutou nos Médios do UFC e resolveu partir para os Meio-Médios após derrota para Yushin Okami, que fará o Main Event do UFC Rio contra Anderson Silva. O americano é oriundo do kickboxing e participou da primeira edição do TUF, quando foi finalizado e eliminado por Stefan Bonnar nas semifinais do programa. Porém, não vem em grande fase para o combate. Vem de duas derrotas seguidas para Dan Hardy no UFC 105 e Paulo Thiago no UFC 109.

Desejamos toda a sorte do mundo para Erick Silva, que faça uma boa preparação e um grande combate diante dos brasileiros.


Mais informações em nosso Twitter, @Legiao_MMA.

Patrício "Pitbull" e o Bellator FC


No último sábado, dia 21, Patrício "Pitbull" sagrou-se campeão do GP dos Penas do Bellator FC ao vencer Daniel Strauss por decisão unânime. Além do prêmio de US$ 100.000,00, o brasileiro conquistou a chance de lutar pelo cinturão da categoria contra Joe Warren. Este combate tem tudo para acontecer na 47º edição do Bellator FC, que rola dia 23 de julho ainda sem local definido. "Pitbull" terá a chance de vingar-se de sua única derrota em seu cartel, quando foi derrotado pelo atual campeão da categoria no Bellator 23 por decisão dividida. Promessa de uma grande luta.


O Bellator FC desponta como mais um grande sucesso do MMA no planeta. O evento vem caindo no gosto dos amantes do esporte e vem conquistando boa audiência. Em sua última temporada, o Bellator FC bateu recorde de audiência da MTV2, canal que transmite o evento. Sua fórmula de disputa interessante também chama a atenção e apresenta de forma mais clara seus competidores.

Dentro do esporte não há diferença alguma entre o Bellator FC e o UFC, por exemplo. Antes que pensem que este post é um comparativo entre os dois eventos, já lhes digo que não é. O Bellator FC adota o sistema de GP para suas disputas, assim o vencedor de um GP será automaticamente o desafiante ao cinturão de sua categoria, como aconteceu com Patrício "Pitbull". Este sistema permite que os fãs tenham certeza de quem será o próximo desafiante ao cinturão de uma determinada categoria, diferente do UFC que avalia o momento do lutador e dá-lhe o posto de desafiante número 1.

De carona neste sucesso, o Bellator FC não perde tempo e já anunciou o próximo GP dos Penas. O campeão deste GP será o novo desafiante ao cinturão da categoria, enfrentando o vencedor de Joe Warren x Patrício "Pittbul". O novo GP terá a ilustre presença de brasileiros e já começa na próxima edição do evento, o Bellator 46 que rola dia 25 de junho na Flórida, EUA. Confira os confrontos do próximo GP dos Penas do Bellator FC:

Marlon Sandro x Junior PQD
Ronnie Mann x Adam Schindller
Pat Curran x Luis Palomino
Nazareno Malegarie x Jacob Davrie


Mais informações em nosso Twitter, @Legiao_MMA.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Chad Mendes x Rani Yahya


A promessa de Chad Mendes de não esperar por José Aldo se confirmou na tarde de hoje. O americano enfrentará outro brasileiro no UFC 133, o faixa preta Rani Yahya.

O brasileiro terá uma parada dura pela frente. Mendes está invicto no MMA e é considerado o primeiro desafiante do campeão dos Penas José Aldo. Porém uma vitória de Rani pode coloca-lo nesta disputa, já que vem de boa vitória em sua estréia no UFC sobre Mike Brown, ex campeão da categoria no extinto WEC.

O UFC 133 rola no dia 6 de agosto na Filadélfia, EUA. Confira os outros combates do evento:

Rashad Evans x Phil Davis (Main Event)
Vitor Belfort x Yushihiro Akiyama
Rich Franklin x Rogério Minotouro
Chad Mendes x Rani Yahya
Vladirmir Matyushenko x Alexander Gustafsson
Jorge Riveira x Alessio Sakara
Dennin Hallman x Brian Ebersole
Johny Hendricks x Mike Pierce
Riki Fukuda x Rafael "Sapo" Natal
Mike Brown x Nam Phan
Ivan Menijivar x Nick Pace
Mike Pyle x Rory MacDonald

Boa e Má Notícia de José Aldo


O campeão dos Penas do UFC, o brasileiro José Aldo, esclareceu pessoalmente alguns rumores sobre sua carreira na noite de ontem. Duas notícias divulgadas por ele movimentaram o mundo do MMA. Para nós, fãs de Aldo e do esporte, uma boa e outra ruim.

A boa notícia é que os rumores sobre uma possível lesão do brasileiro foram veementemente desmentidos pelo atleta. Em sua página no Twitter, José Aldo declarou que não tem lesão alguma e se prepara para voltar aos treinos no dia 30 deste mês, quando termina sua suspensão pós luta no UFC 129. José Aldo garantiu ainda que voltaria a se apresentar dentro do octógono entre setembro e outubro.

Logo após anunciar o período que planeja voltar ao octógono, José Aldo frustrou os fãs que esperavam vê-lo no UFC Rio. A edição brasileira do evento acontece no Rio de Janeiro dia 27 de agosto, antes do período imaginado por Aldo para seu retorno. Depois disso, Aldo foi mais enfático sobre a sua presença no UFC Rio: "Meus fãs, não vou lutar no UFC Rio. Eles (UFC) querem me colocar como luta principal e não como Co-Main Event", garantiu o brasileiro pelo Twitter. O UFC Rio já fora anunciado com Anderson Silva x Yushin Okami como Main Event.

José Aldo era especulado no UFC 133 defendendo seu cinturão contra o invicto Chad Mendes. Como o UFC anunciou que Rashad Evans x Phil Davis seria o Main Event de sua 133º edição e José Aldo sempre manifestou o enorme desejo de lutar no Rio, a presença do brasileiro foi intensamente aguardada na edição brasileira do evento. Seu possível adversário garantiu que não irá esperar até meados de setembro ou outubro para voltar ao combate. Mendes disse que deseja enfrentar Aldo mas pode fazer um combate antes da volta do brasileiro. A atitude de Mendes se parece com a de outro atleta de seu gerente de carreira Mike Roberts, Anthony Pettis, que é o primeiro desafiante ao cinturão dos Leves mas não aceitou esperar uma definição entre Frank Edgar x Gray Maynard na categoria e enfrenta Clay Guida no The Ultimate Fighter 13 - Final. Esta decisão pode ser boa por um lado e perigosa por outro. Boa porque o atleta estará com ritmo de luta e perigosa porque uma derrota pode afastar os lutadores do posto de desafiante número 1 dos campeãos.

Independente do local de combate estaremos sempre torcendo pelo nosso campeão José Aldo.


Mais informações em nosso Twitter, @Legiao_MMA.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Liberdade ao MMA


Um dos maiores símbolos de liberdade do planeta situa-se em Nova Iorque e também pode ser símbolo de uma incrível ironia. A Estátua da Liberdade é patrimônio mundial da UNESCO e expressa a liberdade norte-americana, mas tal liberdade não se emprega ao MMA.

Tudo isso porque o esporte não pode ser praticado numa das cidades mais importantes do mundo. Uma grande batalha entre defensores do MMA e pessoas que são contra a entrada do esporte no estado está sendo travada  há anos. Esta batalha inclui políticos influentes dos EUA, como Joseph Griffo, Bob Reilly e candidato derrotado por Barack Obama nas eleições presidenciais de 2008, John McCain, que já definiu o esporte como "rinha humana". Mesmo diante disto, o esporte conquistou uma importante vitória na terra da Browday. O Senado de Nova Iorque aprovou o projeto de lei para a prática do esporte no estado. O projeto foi defendido pelo Senador Joseph Griffo, que deu ênfase sobre a segurança no esporte e o impacto econômico que os eventos de MMA poderiam trazer para o estado, cerca de US$ 20 milhões anuais. Agora o projeto precisa ser aprovado pela Assembléia do estado, onde encontrará a resistência do Deputado Bob Reilly e de outros, e caso seja aprovado, o MMA será sancionado no estado.

O UFC já demonstrou enorme vontade na realização de eventos em Nova Iorque e vem ajudando muito para a aprovação do projeto de lei que autoriza a prática do esporte no estado. Dana White, presidente do UFC, já prevê uma mega edição do evento no Madison Square Garden, já com o consentimento de Scott O'Neil, presidente do MSG.

Aos fãs do MMA resta a torcida para que o bom senso vença o preconceito e o esporte seja difundido em todo o planeta. Liberdade ao MMA!


Mais informações em nosso Twitter, @Legiao_MMA.

UFC 130


Sábado, dia 28 de maio, o mundo do MMA se prepara para assistir a mais uma edição do maior evento de lutas do planeta, o UFC. Em sua 130º edição, o UFC volta a "Cidade dos Casinos", volta a Las Vegas. Mais precisamente ao MGM Grand Garden Arena, onde mais de 12 mil amantes do esporte estarão presentes e esperam por grandes combates. Pela TV e internet não será diferente, milhões e milhões de fãs estarão ligados para acompanhar o UFC 130.

O card do evento promete ser agitado. A disputa pelo cinturão dos Leves entre Frank Edgar x Gray Maynard seria o Main Event do UFC 130, mas tiveram que adiar o 3º combate entre eles por lesão. Assim, Quinton Rampage Jackson x Matt Hamill passou a ser a luta principal da noite. Outros combates da noite também chamam a atenção por sua qualidade. O ex campeão dos Pesados, Frank Mir encara o barrigudo mais casca grossa do UFC, Roy Nelson. Thiago Pitbull tenta retomar o caminho do cinturão dos Meio-Médios contra o perigoso Rick Story. O herói americano Brian Stann tenta chegar aos Tops dos Médios enfrentando o brasileiro faixa preta BJJ e reestreante no evento, Jorge Santiago. No card preliminar também teremos duelos interessantes. O ex campeão do extinto WEC nos Galos Miguel Torres enfrenta o excelente Demetrios Johnson. O campeão dos Médios no TUF 3 Kendall Grove encara o Bárbaro Tim Boetsch. O duelo de brasileiros também promete, o faixa preta BJJ e experiente no evento Gleison Tibau tenta mais uma vitória contra Rafaello Oliveira, que fará sua estréia no UFC. O jovem Michael McDonald encara o "kamikaze" Chris Cariaso. O brasileiro ex WEC Renan Barão estréia no UFC contra Cole Escovedo, que também estréia no evento. Confira o card completo do UFC 130:

Card Principal

Quinton Jackson x Matt Hamill
Frank Mir x Roy Nelson
Thiago "Pitbull" Alves x Rick Story
Stefan Struve x Travis Browne
Brian Stann x Jorge Santiago

Card Preliminar

Miguel Torres x Demetrios Johnson
Kendall Grove x Tim Boetsch
Gleison Tibau x Rafaello "Trator" Oliveira
Michael McDonald x Chris Cariaso
Renan Barão x Cole Escovedo

O Canal Combate transmite ao vivo o card principal do evento a partir das 22h. A Spike TV, canal internacional, transmite Miguel Torres x Demetrios Johnson e Kendall Grove x Tim Boetsch. Gleison Tibau x Rafaello "Trator" Oliveira, Michael McDonald x Chris Cariaso e Renan Barão x Cole Escovedo, terão transmissão pela página oficial do UFC no Facebook. Pelo nosso Twitter acompanharemos todos os combates do evento em tempo real.



Mais informações em nosso Twitter, @Legiao_MMA.

domingo, 22 de maio de 2011

Adeus de "Ninja"


Murilo Milani Rua, aniversariante do dia, 32 anos, faixa preta em BJJ, casca grossa e mundialmente conhecido como "Ninja".

O brasileiro colocou um ponto final em sua carreira ontem após a derrota para Tom "Kong" Watson na disputa pelo cinturão dos Médios no BAMMA 6. Foram 11 anos de carreira, combates importantes em seu cartel e dono de um caráter louvável. Ao lado de seu irmão, Maurício "Shogun" Rua, o curitibano começou no esporte no Meca World, mas foi no outro lado do mundo que ambos conquistaram notoriedade e fama. No extinto evento de vale-tudo PRIDE, lutou contra os principais adversários da época, como por exemplo Dan Henderson, Ricardo Arona, Kevin Randleman, Quinton Rampage Jackson e Paulão Filho. Por lá teve o seu melhor momento na carreira, porém não acertou sua migração para o UFC quando o evento americano comprou o evento japonês.

Assim, Murilo "Ninja" passou por eventos de menor expressão como o Cage Rage e o na época desconhecido Strikeforce, até chegar ao evento americano EliteXC, onde sagrou-se campeão dos Médios. Perdeu o cinturão na primeira defesa e chegou a fazer uma luta no Dream. Recentemente participou de três edições do Bitetti Combat e voltou a competir em pequenos eventos internacionais como o Impact FC e W-1. Chegou ao BAMMA disposto a retomar seus áureos tempos mas foi derrotado logo em seu 1º desafio e decidiu fechar a sua participação no esporte.

Ninja e Shogun são exemplos de atletas. Pessoas maravilhosas e de uma participação importantíssima na difusão do MMA no país. Assim como Shogun, muitas pessoas ingressaram no esporte por incentivo de Ninja.

A partir de amanhã, Ninja dedicará seu tempo à Universidade da Luta (UDL), na qual é proprietário ao lado de Shogun, ao treinamento de seus atletas e à amigos e família. Os feitos de Murilo "Ninja" serão eternos, assim como a nossa gratidão por sua presença no esporte. Valeu Murilo, valeu "Ninja".


Mais informações em nosso Twitter, @Legiao_MMA.

Jungle Fight 28 - Análise


O Jungle Fight voltou ao Rio de Janeiro, mais precisamente ao ginásio do Clube de Regatas Flamengo, para sua 28º edição. O maior evento de MMA da América Latina apresentou um card de primeira qualidade, com grandes lutadores e a promessa de combates que fariam o ginásio tremer. E essa promessa foi cumprida pelos lutadores que presentearam o público presente e os telespectadores do Canal Combate com um grande show.

A única resalva que deve ser feita sobre o evento é a mudança de ring para octógono. Assim, ambientaria melhor os lutadores e diminuiria os riscos de possíveis acidentes.

Os combates

Leonardo "Negão" x Willian Badutti

O combate que prometia muita trocação fez-se um combate pouco movimentado. Badutti levou a melhor nos dois primeiros rounds com uma trocação mais afiada. No 3º round, o gás de Badutti o deixou e Negão cresceu no combate e terminou batendo firme em Badutti. Na decisão dos juízes, a justa vitória por decisão unânime para Badutti.

Douglas Moura x Silvio José

O combate entre o faixa preta de jiu-jitsu, Douglas Moura, e o excelente striker, Silvio José, foi um dos melhores da noite. Silvio bateu forte no 1º round e chegou a deixar Douglas a um assopro do nocaute. Mas o intervalo entre o 1º e 2º round fez muito bem ao atleta da X-Gym, Douglas Moura. No 2º round, Douglas partiu decidido a levar o combate pro chão, o fez e por lá aplicou um belo e fatal mata leão, finalizando o combate. Grande vitória de Douglas Moura.

Bruno Capelozza x Jackson Mora

O primeiro duelo internacional da noite contou com um Brasil x Peru. Com ambos os lutadores sendo bons de trocação, não se poderia esperar outra coisa a não ser um nocaute. E ele veio em verde e amarelo. Capelozza com uma potente direita encontrou a melhor distância no combate e nocauteou o peruano ainda no 1º round com uma bela sequencia de socos. Era o primeiro nocaute da noite.

Iliarde Santos x Armando

Iliarde Santos era o favorito para o combate e fez valer este favoritismo dentro do octógono. Muito superior durante todo o combate, Iliarde trabalhava o seu ground-and-pound quando acertou uma forte direita em Armando. O corte aberto por esta potente direita fez o médico interromper o combate, sendo decretada a vitória de Iliarde Santos por nocaute técnico.

John Lineker x Luiz Carlos "Salgadinho"

Combate muito aguardado no evento. O "Mão de Pedra"Lineker é um dos mais talentosos lutadores em ação no país. E o paranaense mais uma vez mostrou o porque de seu apelido e nocauteou "Salgadinho" ainda no 1º round após um cruzado de esquerda violentíssimo. John Lineker chegou a sua 11º vitória consecutiva e almeja combates em eventos internacionais.

Marcelo Guimarães x Ildemar "Marajó"

Combate também muito aguardado no evento. Como era de se esperar, Marcelo tentaria levar o combate pro chão, onde levaria a melhor sobre Ildemar. E foi exatamente isso que aconteceu durante todo o combate. Nos 3 rounds Marcelo Guimarães conseguiu derrubar Ildemar, e por lá passeou até o fim. Decisão unânime dos juízes deram a vitória para Marcelo Guimarães.

Francisco "Massaranduba" x Derrick Burnsed (disputa do cinturão até 70 kg)

Cinturão em jogo no Main Event do Jungle Fight 28. O perigoso Francisco "Massaranduba" enfrentou o ex Strikeforce e companheiro de treinos de Urijah Faber, Derrick Burnsed. Ainda no 1º round, a melhor trocação do brasileiro fez a diferença e, com um swingão de esquerda, Massaranduba nocauteou de forma espetacular o americano. O cinturão até 70 kg fica no Brasil e nas mãos do humilde e guerreiro Francisco "Massaranduba".


Assim, o Jungle Fight confirma a sua fama de excelentes combates e o posto de maior evento da América Latina continuará de posse do evento de Wallid Ismail. Parabéns pelo ótimo evento realizado, parabéns ao Jungle Fight.

O Sábado Internacional dos Brasileiros


O sábado foi movimentado para os brasileiros pelo mundo no MMA. Lutas importantes em eventos que demonstram uma crescente no esporte mexeram com a adrenalina dos fãs do esporte. A Legião MMA cobriu 3 eventos diferentes, em 3 continentes diferentes e deixou os legionários bem informados sobre o que acontecia com nossos brasileiros mundo a fora. O Bellator nos EUA, o BAMMA na Inglaterra e o Jungle Fight no Brasil garantiram o sábado agitado no MMA.


No evento norte-americano, O Brasil esteve representado na final do GP dos Penas com Patrício "Pitbull" e no card preliminar com Luis "Sapo" Santos. Em sua 45º edição, o Bellator apresentou mais um bom card, incluindo a disputa pelo cinturão dos Meio-Pesados entre Richard Hale x Christian M'Pumpu. Confira os resultados das principais lutas do Bellator 45:

 Richard Hale x Christian M'Pumpu

O frânces M'Pumpu não tomou conhecimento do detentor do cinturão da categoria e nocauteou o americano no 3º round com uma direita poderosa. M'Pumpu é o novo campeão dos Meio-Pesados do Bellator.

Patrício "Pitbull" Freire x Daniel Strauss

A final do GP dos Penas prometia ser um grande combate, mas a bela apresentação do brasileiro tornou o combate unilateral. Pitbull entrou convicto na vitória, ganhou os 3 rounds do combate e só esperou a justa vitória por decisão unânime. Com o título do GP nas mãos, Patrício Pitbull enfrenta agora o campeão dos Penas, o americano Joe Warren. Duelo válido pelo cinturão do Bellator na categoria e com gosto de revanche para o brasileiro, já que em julho de 2010, também no Bellator, o brasileiro foi derrotado por Warren por decisão dividida.

Nicolay Cure x Luis "Sapo" Santos

O duelo válido pelo card preliminar apresentou ao evento o experiente lutador brasileiro. Sapo chutou muito durante o combate castigando as pernas do americano, que no final do combate mal conseguia se movimentar. O brasileiro deixou boa impressão ao público do Bellator e conseguiu uma grande vitória por decisão unânime.


A Inglaterra já se mostrou um grande mercado para o MMA. Pegando carona neste potencial mercado, o BAMMA realizou sua 6º edição neste sábado com presença de brasileiros. Murilo "Ninja" lutou pelo cinturão dos Médios do eventos contra o campeão Tom "Kong" Watson. João Paulo "Tuba", Leonardo Santos e Marcio Cesar, também participaram da edição do evento inglês. Confira os resultados dos brasileiros no BAMMA 6:

Tom "Kong" Watson venceu Murilo "Ninja" Rua por nocaute no 3º round (chute alto e sequencia de socos);
Valentino Petrescu venceu João Paulo "Tuba" por decisão majoritária;
Leonardo Santos venceu Jason Ball por decisão unânime;
Che Mills venceu Marcio Cesar por nocaute no 1º round (sequencia de socos).

Após o combate, Murilo "Ninja" anunciou sua aposentadoria no MMA.


Mais informações em nosso Twitter, @Legiao_MMA.

sábado, 21 de maio de 2011

O 1º Desafio do Campeão


A categoria dos Meio-Pesados sempre foi uma das mais equilibradas do UFC. Prova disso é a rotatividade de seus campeões. O atual campeão, Jon "Bones" Jones, ainda não defendeu seu cinturão, mas isto está próximo de acontecer.

Já apontamos neste blog os possíveis adversários de Jones em seu primeiro desafio como campeão (http://legiaomma.blogspot.com/2011/05/quem-sera.html), mas uma recente entrevista de Malki Kawa, agente do campeão, aponta para um possível favorito para o combate, Rashad Evans. Tudo isso porque Jones respondeu que deseja enfrentar Evans de qualquer modo, seja num combate pelo cinturão ou não. Evans afirmou que Jones teria simulado uma possível lesão para fugir do combate com ele, que estava marcado para agosto no UFC 133. Em seu lugar entrou Phil Davis, e caso vença Davis, Rashad seria o primeiro desafiante ao cinturão de Jones. O jovem campeão da categoria volta a treinar esta semana e planeja sua volta ao octógono entre setembro e novembro.

A categoria além de muito boa está confusa, exatamente pelo fato de nem o UFC saber que é o primeiro postulante ao cinturão. Evans fora apresentado como tal ainda no UFC 128, depois de Jones nocautear Shogun e ficar com o cinturão. A contusão de Jones e o desgaste entre UFC e Evans atrasaram o combate e embolou toda a categoria. Agora é esperar um anuncio oficial do UFC sobre o primeiro desafio do campeão da categoria, Jon "Bones" Jones.


Mais informações em nosso Twitter, @Legiao_MMA.

X-Combat Ultra GP - Análise


O X-Combat Ultra GP rolou ontem em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro e foi um sucesso. O evento chamou a atenção por sua organização e por seu card de alta qualidade. Do card preliminar a disputa de cinturão, passando pelo GP, os combates foram bem casados pelos organizadores do X-Combat e o público foi presentado com uma agradável noite do mais puro MMA. Rodrigo Riscado e Paulo Jesus Costa, organizadores do evento, e todos os lutadores envolvidos nos combates estão de parabéns. No fim do evento, Riscado anunciou que a decisão sobre o casamento dos próximos combates do GP será do público através de uma enquete.

Card preliminar

Magno Magú x Philipe Teixeira

Fazendo sua estréia no MMA, Philipe Teixeira começou com o pé esquerdo. O combate foi bem equilibrado e terminou com uma decisão majoritária a favor de Magno Magú. O atleta da Nova União começou o combate em ritmo acelerado mas logo cansou, assim Philipe cresceu no combate e levou a decisão para o último round. O estreante da noite não manteve seu bom jogo de chão no último e decisivo round e Magú voltou a conectar bons golpes, por isso a vitória no combate.

Franciney Farinazo x Mauricio Reis

Farinazo chamou a atenção do público ao entrar para o combate ao som e imitando Sérginho Mallandro. E essa alegria contagiou o combate que foi muito bom. A partir do 2º round os lutadores partiram para uma trocação franca e no final dos 3 rounds, o atleta da BTT Mauricio Reis levou a melhor por nova decisão majoritária.

Paulo Vitor x Fabiano Sales

Paulo Vitor é um striker nato e entrou para o combate com o favoritismo ao seu lado. O atleta da Nova União confirmou esse favoritismo dentro do octógono e conseguiu uma bela vitória por nocaute. Paulo tem uma boa combinação de golpes, chuta bem e tem uma direita potente. É muito talentoso e logo deve figurar nas principais lutas do país.

Ricardo Peçanha x Emiliano Sordi

O 1º duelo internacional da noite foi também um dos mais fracos. Este Brasil x Argentina não fez jus a tradição desta rivalidade no octógono e no futebol, e o combate foi bem morno. Um 1º round de muitas quedas e leve vantagem para o brasileiro. Mas na volta para o 2º round, ambos o lutadores demonstraram muita cansaço e o brasileiro acusou a quebra de dois dentes durante o combate, fato que o levou a desistir do combate. Assim Sordi levou a melhor e anotou sua 1º vitória internacional.

Vinicius Carvalho x Patrick Bezerra

Vaias justificadas por um combate muito parado, em marcha lenta. Patrick se mostrou melhor no combate conseguindo boas quedas e conectando bem sua combinação de cruzados. No 3º round, Vinicius Carvalho desistiu do combate por conta de uma contusão no ombro.

GP até 84 kg

Eduardo Telles x Ivan "El Terrible"

O primeiro combate válido pelo GP do X-Combat marcou um Brasil x Chile dentro do octógono. E o brasileiro conseguiu um surpreendente e bonito nocaute na luta em pé, com um belo chute frontal no 1º round. Telles se garante na próxima fase do GP.

Gustavo Ximú x Juan Andres

Novo Brasil x Chile no octógono e nova vitória brasileira. Ximú passeou no combate com belas quedas e bons chutes. No 2º round, o brasileiro voltou a levar o combate pro chão onde encontrou um belo mata leão finalizando o chileno. O atleta da Gracie Barra é forte candidato a vencer este GP.

Leonardo Peçanha x Matias Lemon

Em novo duelo Brasil x Argentina no evento, o Brasil levou a melhor. O ex Bellator Leonardo Peçanha sofreu com uma potente direita do argentino, mas mostrou muita qualidade no jiu-jitsu e tirou da cartola um belo armlock ainda no 1º round. O faixa preta da Nova União é muito talentoso e pode surpreender neste GP.

Paulão Filho x Norman Paraisy

Duelo fã x ídolo. Antes do combate, o francês disse ser fã de Paulão Filho. Mas esta admiração acabou quando começou o combate, muito parecido com o que aconteceu com o gás do brasileiro. Paulão começou o combate partindo para a trocação franca, o que seria o pior caminho para uma possível vitória, haja vista a superioridade do brasileiro no jogo de chão. Sem guarda na luta em pé, Paulão foi tratorizado a partir do 2º round e aguentou o castigo até o final do combate. Achamos que Mario Yamasaki, árbitro do combate e também do UFC, poderia ter encerrado a luta pela omissão de defesa do brasileiro. No final, por decisão unânime, o francês "mão de algodão" levou a melhor e segue em frente no GP.

Disputa do cinturão até 77 kg

Gregor Gracie x Thiago Mônaco

Disputa decidida em pouco mais de 1 minuto. Gregor fez jus ao seu sobrenome e finalizou Thiago com um belo mata leão. Cinturão em posse de um dos melhores jogos de chão do país. O aluno e sobrinho de Renzo Gracie tem muito futuro no esporte e já figura como um dos cascas grossas do país.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Final de Semana de MMA


O MMA vai mexer com a adrenalina de milhões de amantes do esporte neste final de semana pelo mundo inteiro. Quatro eventos, em especial, mexerão com esta adrenalina e vão fazer o Brasil torcer por seus lutadores. Vejam estes quatro eventos e não percam.


Organização e combates disputadíssimos. Essa é a expectativa do X-Combat Ultra GP que acontece hoje em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro. Com nomes conhecidos do MMA nacional e arbitrado por Mário Yamasaki, árbitro do UFC, o X-Combat desponta como um dos principais eventos nacionais de MMA. Com transmissão ao vivo pelo Canal Combate, o X-Combat Ultra GP é uma ótima pedida para os amantes do MMA. Confira o card do evento:

Disputa de cinturão até 77 kg

Gregor Gracie x Thiago Mônaco 

GP até 84 kg

Leonardo Peçanha x Matias Lemon
Eduardo Telles x Ivan "El Terrible"
Gustavo Ximu x Juan Andres
Paulão Filho x Norman Paraisy

Card preliminar

Magno Magú x Phlipe Teixeira
Paulo Vitor x Fabiano Sales
Franciney Farinazo x Mauricio Reis
Ricardo Peçanha x Emiliano Sordi

O evento terá a transmissão ao vivo do Canal Combate e os ingressos estão sendo vendidos na Rede de supermercados Super Bom, na Banca do Coliseu, na Mr. Cat, Sport UP e nos cinco carros do evento espalhado pela cidade. O evento começa às 20h e a transmissão pelo Canal Combate às 21h.


O maior evento de MMA da América Latina volta ao Rio de Janeiro e promete fazer tremer o Ginásio do Flamengo. Grande revelador de talentos nacionais para o MMA, exemplo de Lyoto Machida, José Aldo, Fabrício Werdun, Ronaldo jacaré, entre outros, o evento de Wallid Ismail acontece neste sábado na Gávea, sede do Flamengo, na Lagoa. Como é de se esperar do Jungle Fight, o card do evento está muito bom e com presenças internacionais. Gustavo "Massaranduba" encara o ex lutador do Strikeforce e companheiro de treino de Urijah Faber, Derrick Burnsed. Pela semifinal do GP dos Médios, Marcelo Guimarães enfrenta Ildemar "Marajó". O vencedor encara o já finalista do GP, Lucas Rota. Confira o card do evento:

Francisco "Massaranduba" x Derrick Burnsed
Marcelo Guimarães x Ildemar "Marajó"
John Lineker x Luiz Carlos "Salgadinho"
Iliarde Santos x Armando
Bruno Capelozza x Jackson Mora
Douglas Moura x Silvio José
Leonardo "Negão" x Willian

A edição carioca do Jungle Fight será transmitida ao vivo pelo Canal Combate às 21h. Não há vendas de ingresso para o evento.


O evento inglês BAMMA chega a sua sexta edição neste sábado. Serão 15 lutas disputadas na Wembley Arena, 4 pelo card principal e 11 pelo card preliminar. No Main Event a disputa de cinturão dos Médios entre o campeão Tom "Kong" Watson e o ex PRIDE, Murilo "Ninja" Rua. O "Mike Tyson Branco" John Phillips encara o ex UFC, Frank Trigg no Co-Main Event. Mais 3 brasileiros completam o card o evento, João Paulo de Souza enfrenta Valentino Petrescu, Leonardo Santos enfrenta o inglês Jason Ball e Marcio "Gracinha" Cesar enfrenta outro inglês, Che Mills. Confira o card completo do evento:

Card principal

Tom "Kong" Watson x Murilo "Ninja" Rua
John Phillips x Frank Trigg
Matt Ewin x Ivan Salaverry
Valentino Petrescu x João Paulo de Souza

Card preliminar

Jason Ball x Leonardo Santos
Che Mills x Marcio Cesar
Shane Omer x Aaron Wilkinson
Sam Watling x Leigh Cohoon
Neil Wain x Marcin Bartkiewicz
Catalin Zmarandescu x Sharif Mohammed Ali
Scott Jensen x Craig Chesters
Jeremy Bailey x Laurens-Jan Thijssen
Costas Doru x Jeremy Petley
Murrey Fullerton x Charles Scott
Lee Taylor x Kenny Moyston
Ryan White x Fraiser Ope


Acompanhando o crescimento do MMA no mundo, o Bellator cresce a cada evento nos EUA. Bem organizado e com um excelente casamento de lutas, o Bellator faz sua 45º edição na noite deste sábado na Louisiana, EUA. Christian M'Pumpu x Richard Hale fazem a final do GP dos Meio-Pesados e o brasileiro Patrício "Pitbull" decide o GP dos Penas contra Daniel Straus. Confira o card completo do evento:

Card principal

Christian M'Pumpu x Richard Hale
Patrício "Pitbull" Freire x Daniel Straus
Sam Alvey x Karl Amoussou

Card preliminar

John Hill x Shawn Jordan
Nicolay Cure x Luis "Sapo" Santos
Tim Ruberg x Mike Flaniken
Renê Nazaré x Kelvin Hackney
Joseph Abercrombie x Ben Parpart