quarta-feira, 8 de junho de 2011

UFC 131


O evento que colocará frente a frente o brasileiro Junior Cigano dos Santos e o americano Shane Carwin num duelo onde o vencedor se credenciará com o próximo desafiante ao cinturão dos Pesados, que atualmente está nas mãos de Cain Velasquez, rola neste sábado com a promessa de fazer Vancouver ferver. Esta disputa pelo cinturão deve acontecer no UFC 136, dia 8 de outubro em Houston, EUA.

O Canadá tem se mostrando um excelente mercado para o UFC e por isso, as expectativas para a 131º edição do evento são ótimas. Na última vez em solo canadense, o UFC organizou o maior evento de sua história. O UFC 129, que rolou no final de abril e teve duas disputas de cinturão em seu card, contou com a presença de mais de 55 mil espectadores ao Rogers Centre em Toronto e uma arrecadação recorde de mais de US$ 12 milhões só em ingressos. O show deste sábado será no palco de jogos de hockey e também palco da última Olimpíada de Inverno em 2010, o Rogers Arena, com capacidade para 19 mil espectadores.  Será segunda vez que o Rogers Arena será palco para um show do UFC. Quase um ano atrás, em junho de 2010, a arena recebeu o UFC 115.

O card do evento está muito bom, com destaque para os duelos entre Brasil x EUA no card principal. Serão quatro combates entre as duas potências do MMA mundial. Confira o card do UFC 131 com nossa análise e palpites:

Card Preliminar (Transmissão pelo Facebook e Youtube)


O primeiro combate da noite será válido pelo Peso Pena e coloca frente a frente duas boas escolas de MMA. O japonês faixa preta em judô Omigawa encara o wrestler americano de Elkings, ambos em busca de reabilitação no UFC. Omigawa vem de derrota por decisão para o postulante ao cinturão de José Aldo na categoria Chad Mendes no UFC 126, já Elkins foi finalizado pelo brasileiro Charles do Bronx no UFC on Versus em agosto do ano passado e estréia na categoria dos Penas.

Dentro do octógono a experiência do japonês pode e deve fazer toda a diferença no combate que promete ser muito agarrado.

Palpite: Michihiro Omigawa vence por decisão unânime.


Combate pelo Peso Pesado do UFC. Beltran luta pelo sobrevivência no evento já que vem de duas derrotas seguidas, e novo fracasso pode lhe custar o emprego. Aaron Rosa estréia no UFC e marca em seu cartel passagens pelo Bellator e Strikeforce, neste último sendo nocauteado em 2009 pelo brasileiro Rafael Feijão quando ainda lutava nos Meio-Pesados.

Quando dois Pesados entram no octógono é muito difícil que o combate chegue ao final dos três rounds e este pode ser mais um para esta estatística. A trocação mais afiada de Beltran fará a diferença sobre o estreante no UFC.

Palpite: Joey Beltran vence por nocaute.


Promessa de um bom combate pelos Penas. Poirier vem de boa vitória sobre o até então postulante ao cinturão da categoria Josh Grispi no UFC 125 e vencendo o habilidoso inglês Young poderá entrar para o Top 5 da categoria. Young fará sua estréia no UFC vindo de eventos de pequena expressão, como Cage Rage e Knockout.

Poirier tem um bom jiu-jitsu e deve levar o combate pro chão onde partirá para as finalizações. A experiência de UFC também fará a diferença para o americano.

Palpite: Dustin Poirier vence por finalização.


Outra promessa de bom combate pelo card preliminar do UFC 131, este pelos Médios. O canadense invicto Ring é bom lutador e vem de boa vitória sobre Riki Fukuda no UFC 127, em fevereiro deste ano. Já o americano Head fará sua estréia no UFC e também é bom lutador.

Ambos os lutadores tem um bom jiu-jitsu, Ring faixa marron e Head faixa roxa em BJJ, mas gostam e possuem uma boa trocação. Tanto pelo chão como pelo alto, este duelo tem tudo para ser muito bom. O fator torcida pode ser preponderante para uma vitória de Ring que deve entrar muito embalado no octógono.

Palpite: Nick Ring vence por decisão unânime.


Duelo pelos Meio-Pesados que mantém a alta qualidade das lutas casadas para o UFC 131. O polonês radicado no Canadá Soszynski enfrentaria Igor Pokrajac, mas uma lesão afastou o croata faltando seis dias para o combate sendo substituído por Massenzio. Soszynski luta para tentar acabar com os altos e baixos de sua carreira. Vinha bem no UFC finalizando Brian Stann e nocauteando André Gusmão até ser derrotado por Brandon Vera no UFC 102, onde começou a roda gigante em sua carreira. Boas vitórias e amargas derrotas deixaram Soszynski longe dos Tops da categoria. O americano Massenzio está de volta ao UFC depois de ter o contrato rescindido pela Zuffa. Sua primeira passagem pelo evento foi sem brilho algum onde anotou uma vitória e duas derrotas.

Combate tem tudo para ser movimentado por cima e por baixo. Ambos tem uma boa qualidade no boxe e apresentam um BJJ muito justo, Soszynski tem uma kimura perigosa que já fez algumas vítimas no UFC.

Palpite: Krzysztof Soszynski vence por decisão unânime.


Outro duelo entre Canadá x EUA pelos Médios. O canadense Bongfeldt vem de um empate com o brasileiro Rafael Natal no UFC 124 e Weidman, invicto na carreira, venceu Alessio Sakara em sua estréia no UFC por decisão unânime, no UFC on Versus em março deste ano.

Dentro do octógono veremos um bom karateca, Bongfeldt, contra um lutador mais completo, Weidman. O americano, treinado por Matt Serra, tem um bom BJJ, bota pra baixo com facilidade, troca bem em cima e tem tudo para levar a melhor no combate.

Palpite: Chris Weidman vence por finalização.


O ultimo combate do card preliminar do UFC 131 será válido pelos Leves. Stout vem de boa vitória no UFC 121 sobre Paul Taylor por decisão dividida e Edwards levou a melhor em seus dois desafios desde que voltou para o UFC, vencendo John Gunderson por decisão unânime e finalizando Cody McKenzie. Fato curioso sobre Stout é quem todos os seus combates no UFC foram para decisão dos juízes, total de sete combates desde 2008.

Lutando em casa, o canadense Stout deve partir pra cima de Edwards com seu bom kickboxing, mas deixará brechas para Edwards colocar em prática sua boa trocação também. No chão, Edwards leva vantagem, mas o duelo tem tudo para acontecer de pé. Promessa de uma boa luta!

Palpite: Yves Edwards vence por decisão unânime.

Card Principal (Transmissão pelo Canal Combate)


Primeiro combate do card principal do UFC 131 será o primeiro duelo entre Brasil x EUA, este pelos Leves. O ex WEC "Cowboy" americano Cerrone finalizou Paul Kelly em sua estréia no UFC e encara o brasileiro faixa preta em BJJ Wagner Rocha, que já teve passagens por Strikeforce e Bellator.

Dentro do octógono, o americano aluno de Greg Jackson, deve tentar colocar em prática seu muay thai. Cerrone é bom finalizador, mas não deve querer enfrentar Wagner Rocha pelo chão, que é treinado pelo excelente Pablo Popovitch. Cerrone leva a melhor na experiência também.

Palpite: Donald Cerrone vence por decisão unânime.


Combate pelo Peso Pesado. Anteriormente escalado para enfrentar Shane Carwin no mesmo UFC131, o norueguês Einemo não bate as luvas desde 2006, quando ainda competia pelo extinto PRIDE. No evento japonês, Einemo já duelou contra Fabricio Werdum e foi derrotado por decisão unânime. Já o americano Herman, é mais jovem e está na ativa. Com passagens por Bellator e Sengoku, Herman desponta como favorito para o combate.

Mas dentro do octógono tudo pode acontecer, e Einemo, com sua faixa preta em BJJ, pode surpreender o americano que gosta da trocação mas desenrola bem por baixo também. Herman tem mãos pesadas. Promessa de um bom combate.

Palpite: Dave Herman vence por nocaute.


Novo duelo entre Brasil x EUA, este pelos Médios. Dono do melhor jiu-jitsu do UFC que o consagrou como cinco vezes campeão mundial no esporte, Demian Maia já levou por quatro oportunidades o prêmio de finalização da noite no UFC. No UFC 112, foi derrotado por Anderson Silva na polêmica luta em Abu Dhabi e, desde então, não perdeu mais. Fez mais duas lutas e venceu Mario Miranda e Kendall Grove por decisão unânime. Vai enfrentar a "Máquina de destruição Filipina" Mark Muñoz, que vem de excelente nocaute sobre CB Dollaway no UFC on Versus em março deste ano.

Dentro do octógono, o combate tem tudo para se desenrolar no chão. O brasileiro leva enorme vantagem por lá e tentará levar o americano faixa roxa em BJJ para sua "praia". Muñoz apostará numa trocação. Se apostar no seu jogo de ground and pound pode ser surpreendido pelo fantástico BJJ de Demian.

Palpite: Demian Maia vence por decisão.


O Co-Main Event do UFC 131 marca mais um Brasil x EUA e dois lutadores de olho numa chance pelo cinturão dos Penas. O americano Kenny Florian fará sua estréia na categoria, após ser derrotado por Gray Maynard nos Leves no UFC 118, e tem um excelente jogo de chão. Diego Nunes é mais um grande talento brasileiro no MMA e vinha se destacando no extinto WEC, onde era um Top da categoria. Fez sua estréia no UFC vencendo o ex campeão da categoria no WEC Mike Brown por decisão dividida no UFC 125.

No octógono, dois grandes lutadores frente a frente e em seus corners, os dois melhores treinadores de MMA do mundo, Greg Jackson x Dedé Pederneiras. Promessa de um excelente Co-Main Event que tem tudo para ser a luta da noite.

Palpite: Diego Nunes vence por decisão dividida.


Para fechar os duelos entre Brasil x EUA e o UFC 131, um dos combates mais aguardados do ano. Junior Cigano dos Santos x Shane Carwin é o duelo de dois strikes de excelência e é o Main Event do UFC 131. Cigano, anteriormente escalado para enfrentar seu adversário de TUF 13 Brock Lesnar, luta para manter sua invencibilidade no UFC e pela chance de, finalmente, disputar o cinturão dos Pesados. Shane Carwin, substituto de Lesnar, já foi campeão interino da categoria, perdendo na unificação justamente para Brock Lesnar, em sua última apresentação no UFC. O brasileiro vem de vitória sobre Roy Nelson no UFC 117 por decisão unânime.

Quando a porta do octógono fechar, este combate promete fazer tremer o Rogers Arena. O americano apostou em abaixar um pouco seu peso e chegar ao combate mais ágil. Porém, o que vimos na pesagem de ontem, foi um Cigano mais forte e mais leve que Carwin, 108,4 kg para Cigano e 115,2 kg para Carwin. Trocação franca é o que se espera do combate, mas o chão pode ser uma boa saída para o brasileiro que é dono de um melhor BJJ. Cigano tem também um boxe mais afiado, porém as mãos de Carwin são mais pesadas. Promessa de um combate que pode durar segundos ou até os três rounds, mas com a certeza de que será um grande combate.

Palpite: Junior Cigano dos Santos vence por nocaute.


video


O Canal Combate inicia a sua transmissão do UFC 131 às 21h com o card principal e duas lutas do card preliminar, as duas últimas. A Legião MMA acompanhará todos os combates do UFC 131 em tempo real pelo Twitter a partir das 19h. twitter.com/Legiao_MMA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário